Voltar atrás

 

Voltar atrás 3

Quando estiver no meu passado, eu vou ver aquelas ruas
Vou andar sobre suas pontes
Vou jantar olhando a lua

E visitar aquele cais.

Estando em meu outro mundo, vou ouvir suas palavras
E palavras de outras fontes
me sentir de novo em casa,

Embora lá eu não more mais.

Velha amiga esta outra terra, vou andar nos seus caminhos
Que já foram os meus montes
me enroscar no redemoinho

E lembrar daquela paz.

Com o céu cinza e solo verde, extasiada, terei medo
Que uma menina de casaco e luva me encontre
Vivendo ali o seu segredo

E ter que ver o que ela me traz.

Saudade é tamanha, mas lá não ficarei para sempre
Tantas vezes já sonhei, passei meses, de repente

Eu acordo e tudo jaz.

Andressa, a detalhista

Sobre Andressa, a detalhista

A profissão de fotógrafa já denuncia minha atenção e gosto pelo detalhe. Apesar de amar as imagens, também adoro escrever e principalmente, pensar sobre o cotidiano. Formada em jornalismo, trabalhei nesta área antes de morar na Irlanda, onde passei quase dois anos. Conhecer e explorar o novo é sempre bem-vindo. Assim também é um bom brigadeiro de panela.

Ver tudo

Comente este post!

O seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados (*)

Comentário *