Parques da Irlanda, uma atração à parte

Esqueça os shoppings lotados, as praças de alimentação onde não se consegue ouvir os amigos, a luta por uma vaga no estacionamento. Pense em pessoas deitadas na grama de um parque, pais caminhando com os filhos, jovens andando de bicicleta, amigos fazendo pique-nique, idosos tomando sol no banco da praça. Esta é a realidade que se vê nos parques abertos da Irlanda, país europeu com 6 milhões de habitantes, próximo à Inglaterra. Parques da Irlanda, uma atração à parte 11

O lanche é apreciado ali mesmo, na grama, sempre ao lado de um copo de café, item que parece ter viciado os europeus. A paisagem verde faz o papel de vitrine para quem caminha sob a luz natural do céu aberto. O espaço para a diversão das crianças vai até onde os olhos dos pais alcançam, e as flores atraem os pequenos mais que brinquedos coloridos. Blusa de frio e guarda chuva são itens essenciais do passeio, apreciado por todas as idades, estilos e interesses.

No verão Europeu, entre junho e agosto, mesmo com a temperatura máxima da cidade de Dublin em 21°C, todos os dias os parques estão lotados.Com 16°C, a irlandesa Natasha Noble, do distrito de Wicklow, aproveitou um domingo para passear com o marido e os dois filhos nos parques de Dublin, capital da Irlanda.

“Não gosto de shoppings e acredito que os irlandeses em geral não gostem. Prefiro estar ao ar livre, aproveitar o dia em família, ver meus filhos brincando. Eles adoram passear em lugares com natureza e sempre saímos quando o clima ajuda”, sorri.

Wicklow possui praia, mas, segundo Natasha, é sempre trocada pelos parques. “O clima geralmente é chuvoso e o vento é forte. Não vamos para a praia porque as crianças querem entrar na água, o que não é bom, pois é muito gelada. Aqui podemos deixá-los livres”, pondera ela, enquanto observa a família caminhar pelo Phoenix Park.

O espaço em questão é um dos maiores parques do continente europeu, com 707 hectares, ou 7,07 km². O curioso deste lugar, além do tamanho, é o fato de uma construção no local do ano de 1751 ser a casa oficial dos Presidentes da República eleitos desde 1938. O parque foi fundado em 1662 em nome do rei Charles II (rei da Inglaterra, Irlanda, País de Gales e Escócia entre 1660 e 1685) e conta ainda com zoológico, clube para jogos de polo com cavalos, além de outras construções históricas.

Quase 80 vezes menor que o Phoenix Park, mas localizado no centro da cidade, outro famoso parque em Dublin é o Stephen’s Green. Localizado no início da principal rua de compras de Dublin, a Grafton Street, o local de apenas 9 hectares reúne estudantes, executivos e é possível ver até mesmo noivas tirando fotos de casamento no local. Para ver pessoas deitadas na grama e curtindo o parque no melhor estilo europeu, este é o lugar.

A brasileira Priscila Andrade mora na Irlanda e é uma das pessoas que gosta deste lazer com os amigos. “Acredito que os parques tenham a mesma função para os irlandeses que as praias têm para nós no Brasil. São lugares relaxantes, divertidos. Frequento na tentativa de ter momentos calmos e descontraídos, além de ter a oportunidade de apreciar paisagens maravilhosas e vivenciar um pouco da cultura irlandesa”, explica a estudante natural de João Pessoa.

Realmente faz parte da cultura. O advogado Aidan Walsh, irlandês nascido cidade de Cork, explica o motivo. “Eu me lembro de quando era criança e vinha com minha família e fico feliz por hoje trazer as minhas filhas”, avalia ele, referindo-se a Elle, de 4 anos e Honor, de 2. “Acredito que este programa seja tão popular aqui porque os ambientes são muito limpos, seguros e dão uma sensação de paz”, garante.

Confira as fotos desta matéria, os entrevistados e os parques, no Facebook. Clique aqui.

 

Andressa, a detalhista

Sobre Andressa, a detalhista

A profissão de fotógrafa já denuncia minha atenção e gosto pelo detalhe. Apesar de amar as imagens, também adoro escrever e principalmente, pensar sobre o cotidiano. Formada em jornalismo, trabalhei nesta área antes de morar na Irlanda, onde passei quase dois anos. Conhecer e explorar o novo é sempre bem-vindo. Assim também é um bom brigadeiro de panela.

Ver tudo

Comente este post!

O seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados (*)

Comentário *