O som coloquial de um belo quinteto

Perceber as variações e diversidades musicais que permeiam nosso Brasil é algo que sempre que posso  faço para reavivar meu ser. E se tem um lugar certo para encontrar isso, esse local é o SESC. Aqui em Campinas, ele fica a 15 minutinhos da minha casa. Certo dia, conferindo sua programação li que um grupo bastante interessante, que ainda não conhecia, faria uma apresentação no local. E claro, não perdi tempo e fui direto conferir  com meu maridão.

O Quinteto Coloquial é um grupo formado por cinco musicistas de Campinas (4 homens e uma mulher: Carol, Vinícius, Pedro, Rafael e Raul) que compõe um rico mosaico cultural brasileiro. Seus arranjos, releituras e composições, além de nutridos por diversas influências (jazz, música de concerto, funk, música eletrônica, MPB, música regionalista, etc), são criados a partir de fontes como o Jongo, a Catira, e vários tipos de Coco do litoral e do interior dos Estados nordestinos.

O som é marcado pelo experimentalismo livre de preconceitos com arranjos criativos que levam ao repertório músicas bem trabalhadas, climas musicais diversos e sonoridades inovadoras. Piano, violãquinteto O som coloquial de um belo quintetoo, baixo elétrico, bateria e voz, são as ferramentas que o grupo se utiliza para traduzir a riqueza dos conhecimentos da cultura popular em música.

E olha o que descobri: no ano de 2010, o Quinteto Coloquial foi contemplado com prêmio “Interações Estéticas”, pelo Ministério da Cultura, por realizar uma parceria com o ponto de cultura Nação Xambá, de Olinda/PE.  Inclusive a Carol, vocalista do Quinteto, entre uma canção e outra falou sobre a importância da parceria musical deles com o grupo Bongar e dos diversos shows que fizeram juntos em Pernambuco.

Por isso, pense na minha felicidade em encontrar aqui em Campinas um grupo como esse? Relembrei inclusive, da época em que eu era repórter do Programa Cultura no Ponto, da TVU em Recife (PE), quando nas reportagens mostrava as ações dos Pontos de Cultura pernambucanos. Aí já viu né? Bateu aquela saudade… Tá vendo como uma simples saída pode tornar o seu dia ainda mais especial? Com certeza voltei  para minha casa com a alma ainda mais livre, leve e solta após ver e ouvir a linda apresentação deste quinteto que, muito além do dia coloquial, me fez ter a sensação que meu Pernambuco está apenas a 15 minutinhos de casa. 

http://i0.wp.com/www.danialmeida.com/blog/wp-content/uploads/2011/06/quinteto-2.jpg?resize=582%2C396

Daniella, a intensa

Sobre Daniella, a intensa

Para viver preciso acreditar nos sentimentos mais profundos que a alma humana pode oferecer. O infinito para mim é bastante atraente e o "meio termo" praticamente não existe. Tenho uma alma intensa, carismática, dramática. E é com toda essa intensidade que procuro dar o meu melhor como mãe, esposa, filha, irmã, amiga, jornalista, poetisa!

Ver tudo

Comente este post!

O seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados (*)

Comentário *