O sertanejo que há em nós

Melodias, acordes e composições que causam à alma um efeito nostálgico. Não aquela nostalgia de querer voltar no tempo, mas aquela que faz a gente refletir sobre nossa própria essência e valores adquiridos em uma época igual à atual, mas onde talvez tivéssemos um olhar mais puro diante da vida. Essa pureza que cotidianamente lutamos para não perder, mas que, vez ou outra deixamos escapar. Tudo isso é possível sentir ao ouvir o CD ‘Sertaniando’, trabalho mais recente de um cantor pernambucano radicado na capital paulista chamado Luiz Wilson.

Este é décimo segundo CD do artista e ele nos leva ao chão batido do sertão nordestino, lugar onde é possível encontrar a simplicidade poética de seu povo, os hábitos mais genuínos em seus costumes e tradições, os mais belos sorrisos revelados no cotidiano suado de sua gente e a uma fé inesgotável na vida e na natureza. A obra reforça o melhor dos nossos sentimentos nos fazendo acreditar no presente e principalmente no futuro.

Destaque para a canção ‘Homenagem em Desafio’ com a participação do renomado repentista pernambucano Valdir Teles. A música contempla o repente e seus poetas-cantadores que, com uma viola na mão, transformam em arte qualquer assunto apenas com a força do discurso improvisado.

Já em ‘Sertânia – Cidade Sertaneja’, que conta com a participação do vaqueiro-aboiador sergipano Zé de Zilda, toda a reverência e explanação sobre a cidade natal do cantor Luiz Wilson. A música fala desde a economia local à cultura gastronômica do município situado no sertão de Pernambuco.

As parcerias autorais também são destaques à parte. ‘Matuto’ de Xico Bezerra integra uma das faixas de ‘Sertaniando’. Cearense da cidade do Crato e radicado em Recife desde os anos 60, Xico é um dos compositores mais gravados pela classe da música popular regional.

Luiz Wilson também compôs várias músicas do CD, dentre elas a canção ‘As Três do Rei do Baião’, uma mais que merecida homenagem às cantoras Anastácia, Marinês e Carmélia Alves, artistas intituladas pelo eterno rei do baião brasileiro, Luiz Gonzaga, como rainhas do forró. A canção é uma verdadeira aula sobre o forró e ressalta a valorização da figura feminina dentro do gênero musical.

Mais que uma obra musical, ‘Sertaniando’ contribui para a preservação do autêntico forró pé-de-serra. Uma obra que, como as pessoas do sertão, se mostra simples, leve, alegre, boa para dançar e que faz aflorar o melhor do sertanejo que há dentro de nós!

Para ouvir algumas músicas deste CD basta acessar: http://luizwilson.com.br/

Daniella, a intensa

Sobre Daniella, a intensa

Para viver preciso acreditar nos sentimentos mais profundos que a alma humana pode oferecer. O infinito para mim é bastante atraente e o "meio termo" praticamente não existe. Tenho uma alma intensa, carismática, dramática. E é com toda essa intensidade que procuro dar o meu melhor como mãe, esposa, filha, irmã, amiga, jornalista, poetisa!

Ver tudo

Comente este post!

O seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados (*)

Comentário *