O PODER TRANSFORMADOR DE UM FILHO

O PODER TRANSFORMADOR DE UM FILHO 1

Hoje gostaria de compartilhar um texto do meu filho Allan que vive as venturas e  desventuras de ser pai. Filhos não vêm com manual de instrução, aprendemos a ser pais e mães na tentativa e erro, na intuição e inspiração.

Conheci uma jovem mulher com dois filhos que me contou que viveu feliz com o marido por seis anos, aí decidiram ter filhos e tiveram os dois meninos bem próximos um do outro. Então começaram os problemas, não se entendiam sobre a educação dos meninos e a vida deles se tornou insuportável e o marido a deixou com as duas crianças. Creio que esse não é o único caso. Deixo com vocês o texto do meu filho que agora é pai.

A vida sempre nos presenteia e um desses presentes são os filhos; filhos são pedacinhos do céu cheios de amor incondicional pronto para ser distribuir a todos.

E quando eles chegam tudo muda, ou melhor, tudo se transforma assim foi comigo, antes deles chegaram eu era o Allan filho da Acir, agora eu sou o Allan pai do Chris…….. essa mudança se estende a muito mais gente, a Acir agora é a avó do Chris e o Antonio é o vovô Tony.

Conseguem perceber transformação ? – antigamente nós erámos um casal (definição do dicionário) agora com nossos filhos somos uma família (definição do dicionário).

Como o mundo muda ! Então você percebe que tudo faz sentido agora, que a palavra PAI significa muito mais que você imagina e você descobre o que é o amor de verdade.

Infelizmente o homem não se transforma em pai no momento do nascimento é através da pratica e noites e noites em claro, não é facil, dá trabalho sendo assim ser pai pro homem é uma escolha……. muitos decidem não ser pai……..

Então é isso……. nós homens decidimos como vai ser essa nova fase da vida, se será uma benção que dá trabalho ou se iremos decidir não ser “pai” e deixar a criança um dia perguntar:

Mãe, eu tenho pai ????

Eu não conseguiria deixar esses anjinhos sem pai……..

Acir, a viajante

Sobre Acir, a viajante

Faço do mundo a minha morada, conhecendo lugares nunca vistos. Conheço a mim mesma me vendo em outros rostos, em outras culturas. O meu encontro e encanto com outros mundos é o encontro e encanto com uma parte adormecida e inexplorada em mim, que anseia pelo desconhecido.

Ver tudo

Comente este post!

O seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados (*)

Comentário *