NÃO DEVERIA SER COMEMORADO O DIA DA INDEPENDÊNCIA

No último sábado foi comemorado no Brasil o dia da Independência (07 de setembro). Paro para pensar o porquê da comemoração.

Se compararmos com outros países da América, a nossa situação é lastimável. A Independência dos EUA, por exemplo, houve uma mudança fundamental, rompendo com a monarquia, tão comum da época e instituiu uma constituição democrática. A Independência da América espanhola não houve mudanças sociais, mas a mudança política (monarquia para uma República) ocorreu.

Já a Independência do Haiti foi a mais radical, fazendo uma mudança política e social (rompeu com a escravidão), diferente dos EUA e da América espanhola até então. Porém, infelizmente a economia do Haiti não se desenvolveu.

A Independência do Brasil não houve mudança fundamental, continuou sendo monarquista e escravista por 67 anos. E pior de tudo, não houve participação popular pela independência do país. O Brasil havia se tornado independente, mas o povo não se deu conta disso de imediato.

Comemorar anualmente um evento que não foi glorioso (que atrasou o desenvolvimento político e econômico do país e perdeu a chance de se tornar um país sem desigualdade social tão profunda como é hoje), não deve ser comemorado. Pelo menos se a Independência do Brasil tivesse ocorrido de maneira diferente!!! Mas, isso já aconteceu e hoje vivemos o reflexo de tudo isso.

Raquel Manzo

Sobre Raquel Manzo

Acredita que todas as pessoas tem chance de mudar a própria história, por isso escolheu ser professora desta área. Detesta o consumismo e a relação de aparências e aposta todas suas fichas no poder da juventude. Sonhadora em todos os sentidos, até mesmo em príncipe encantado encontrados em filmes de comédia romântica. "Busco ser descolada, mas ainda estou aprendendo!"

Ver tudo

Comente este post!

O seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados (*)

Comentário *