Marcas da vida (aos nossos idosos)

Um dos idosos que mais amei na vida, o meu vô querido, não está mais aqui em vida, mas permanece comigo, inspirando-me. A ele e a minha vozinha querida, que graças a Deus permanece conosco, dedico este meu novo poema e também a todos os idosos do nosso Brasil, verdadeiros guerreiros e que merecem todo o nosso amor e dedicação. No próximo dia 1º de outubro é datado o Dia do Idoso, mas, mais que uma data, é preciso que na prática seus direitos sejam respeitados e verdadeiramente valorizados.

Em suas palavras, a eterna juventude

Em seu andar, as dores

Em seus gestos, a ternura

Em seu sorriso, o amor e a certeza de ser o que é,

Sem esquecer o que quis ser e foi!

Dani Almeida

Sobre Dani Almeida

Para viver preciso acreditar nos sentimentos mais profundos que a alma humana pode oferecer. O infinito para mim é bastante atraente e o "meio termo" praticamente não existe. Tenho uma alma intensa, carismática, dramática. E é com toda essa intensidade que procuro dar o meu melhor como mãe, esposa, filha, irmã, amiga, jornalista, poetisa!

Ver tudo

Comente este post!

O seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados (*)

Comentário *