Mães celestiais (a Adriana Daltri)

Na hospedaria do céu com certeza tem um lugar muito, mas muito especial para todas as mamães que partiram da terra e deixaram suas crias ainda pequenas..

Por mais que a lei natural da vida diga que é preciso estar preparado para se despedir da nossa mãe ( na verdade nunca estamos), o que acontece quando antes mesmo de um serzinho tão pequenino entender esse processo, já tenha que se deparar com ele?

São tantos momentos não verbalizados reveladores da saudade que a mãe dela faz, que só quem fica com a responsabilidade de retomar a rotina desta criança é que verdadeiramente pode entender a profundidade disso tudo.

E quando a criança sorri tão pouco tempo depois da perda? Será que ela não sente mais a falta da mãe? É justamente aí que as mamães celestiais estão recebendo o principal privilégio desta morada especial: o de permanecerem ao lado do amor maior delas deixado na terra. E é por isso que todas as *crianças órfãs de mãe nunca deixam de sorrir: porque elas na verdade, nunca se separaram de suas mamães!

 * pode ser as crianças adultas também

Daniella, a intensa

Sobre Daniella, a intensa

Para viver preciso acreditar nos sentimentos mais profundos que a alma humana pode oferecer. O infinito para mim é bastante atraente e o "meio termo" praticamente não existe. Tenho uma alma intensa, carismática, dramática. E é com toda essa intensidade que procuro dar o meu melhor como mãe, esposa, filha, irmã, amiga, jornalista, poetisa!

Ver tudo

Comente este post!

O seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados (*)

Comentário *