Enfrentando os problemas

Enfrentando os problemas 3

Monique Souza

Todo mundo está sujeito  a enfrentar dias difíceis do qual tudo parece estar contra a gente e, nessas horas, não encontramos nem mesmo uma pausa para respirar porque é problema em cima de problema.  É como se estivéssemos nadando no mar e fôssemos atingidos por ondas, uma atrás da outra sem poder respirar.

Em alguns casos vale a pena continuar lutando até tudo se resolver, mas em outros é necessário respeitar a tal pausa do dia. Pode ser que ir ao cinema, ver os amigos, caminhar ao ar livre, e ficar de bobeira no sofá te faça esquecer parte dos problemas e assim, te deixa mais forte para continuar lutando. Um dia como esses serve de aprendizagem.

Uma hora os problemas vão embora e então poderemos olhar para trás, orgulhosos da resistência, coragem e inventividade que tivemos para dar conta de tudo. Podemos descobrir também que poderíamos ter agido de outra forma.

Na hora de decidir se vamos ou não enfrentar o problema, temos que confiar na nossa coragem e saber que, às vezes, abrir mão de certas coisas é o melhor meio de garantir um bom resultado.

Depois de recuperar o fôlego e nos concentrarmos novamente, podemos pensar qual será o próximo passo. Com um pouco de perspectiva, podemos até descobrir em nosso íntimo outra ideia e mudar de atitude em relação ao que está acontecendo e  perceber que aquilo que considerávamos dificuldade é, na verdade, uma oportunidade.

Às vezes tudo de que precisamos é de uma boa noite de sono. Ninguém está imune a um dia ruim, e é nessas horas que aprendemos mais. Se formos capazes de examinar o dia e ter, talvez, uma pequena mudança de perspectiva, resolveremos  a questão e estaremos mais bem preparados para lidar com as adversidades da vida.

(o texto de hoje foi inspirado no livro “OM” de Madisyn Taylor).

Sobre Monique, a destemida

Para mim o céu é o limite. Vivo como uma adolescente que sonha em mudar o mundo. Acredito no ser humano e na força do bem sobre o mal. Curiosa por natureza e jornalista por formação, adoro conhecer pessoas por meio de suas histórias e transformá-las num belo registro fotográfico. Paixão e ousadia que me levaram aos caminhos do fotojornalismo.

Ver tudo

Comente este post!

O seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados (*)

Comentário *