Declaração de amor

Impossível esse nosso amor.

Não existe.

É coisa de pastiche, de novela piegas, não existe amor assim.

Amor assim intenso e ao mesmo tempo calmo e sereno.

Esse amor que te quero, te desejo.

Amor que nasceu nos olhos, nas primeiras vezes, brotou nos ouvidos, cresceu escondido no peito, vazou pelos olhares de cantinho, os disfarces da vida, os sorrisos marotinhos, em meio aos trocos de uma esquina, uma elegância felina, um aperto de mãos comercial.

Cresceu devagar e rápido e o amor é assim. Você pode ignorar e até não ver, mas ele não passa.

Amor não envelhece, não enruga, não amadurece. Fica num potinho ali esperando. E quando você não está esperando, o potinho estoura e o amor te engole. Uma loucura de jogar dos olhos pra fora, os sentimentos boiando no ar enquanto você passa com o seu carro vermelho.

E o meu amor esperou. Esperou e não envelheceu, não diminuiu. Meu encanto não partiu. Era você, só podia ser você. Se não fosse você, você seria eternamente o meu “e se”…

Mas não foi.

Foi que naquele instante, naquele abraço, foi.

Foi que eu não resisti, de repente, a sua pele, as suas mãos pequenas e fofas, o seu jeito de segurar forte, aquele sorriso e minha displicência…

Meu potinho estourou, quando vi, não vi. Não via mais nada.

Um amor de anos que não pereceu. De sonhos, de suspiros escondidos, de desejos contidos, de disfarce, um carinho velado, uma distancia segura, um amor impossível.

Impossível não sentir.

Catarse emocional. Nos tocamos.

E da pele, fez-se o fogo. E do fogo, fez-se a luz eternamente.

Tive medo que tudo passasse com o desejo conquistado. Presente ganhado, criança joga fora.

Mas meu amor não era coisa de criança.

A felicidade cresceu, a alegria aumentou, o encantamento ficou e o amor cresceu.

Da luz eternamente, fez-se o meu repouso em berço esplêndido.

Ellien Saccaro

Sobre Ellien Saccaro

Jornalista que gosta de boas histórias, boa comida, boa companhia e vê a vida de uma forma mal humorada,mas positiva. "Me acompanhem com filosofias de vida, crônicas do cotidiano, problemas femininos e uma pitada de polêmica."

Ver tudo

Comente este post!

O seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados (*)

Comentário *