CRISTAL QUEBRADO

Hoje a água no copo desperdiça

Escorre pela trinca

Quem me dera voltar no tempo

No dia da briga fatídica

E recuperar o sentimento

Que no coração já não mais habita

O que é que foi que se quebrou?

Não esta sendo fácil recuperar

Sentimentos quebrados

Perigosos como vidro

Aflitivos como cacos

Transparentes como a linguagem não verbal

Ana, a atrevida

Sobre Ana, a atrevida

Atrevo-me a me inspirar, atrevo-me a mergulhar profundamente em letras, espaços e pontos, símbolos conducentes, ícones de sentimentos (...) me atrevendo me formei em artes visuais, me atrevendo me dedico a profissão de editora de imagens já por quase vinte anos, me atrevendo pinto, bordo, costuro. Me atrevendo me casei. Me atrevendo viajei o mundo, me atrevendo escrevo às sextas e você me lê. Atrevida!

Ver tudo

Comente este post!

O seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados (*)

Comentário *