Começar por onde? Por dentro

Existe algo que sempre achei muito interessante sobre recomeços.  Eles nos alertam para a falsa impressão que temos de que estamos no controle da situação. Quantas vezes você achou que tinha encontrado o homem da sua vida? Quantas vezes imaginou que uma situação seria permanente e que nada poderia mudar tal cenário? E ai, sem aviso prévio, a gente se vê naquela situação, tendo que recomeçar, se reinventar, tentar algo novo, de novo e de novo.  Hora com otimismo e perspectivas de fazer melhor, hora com lamentos e sem ter de onde arrancar forças, mas sempre levando um pouco do aprendizado já que esse desprendimento nos faz aceitar melhor as mudanças.

E aí que está um belo paradoxo. Ao mesmo tempo em que eu me vejo em uma situação em que não tenho controle dos resultados e que nada é imutável, também sou eu o único responsável sobre as mudanças, ou seja, devo estar totalmente no controle, tomando as rédeas de meus pensamentos, emoções e atitudes. A verdade é que só com uma mistura de desprendimento e autocontrole é possível haver a mudança real.

Sabe, não espere economizar muito dinheiro este ano se você não repensou suas prioridades. Não adianta pagar a academia se você não se disciplinou internamente pra isso. Você pode ter rompido um relacionamento doentio, mas se não trabalhar internamente, você estará separado apenas fisicamente da pessoa e, mesmo longe, ela continuará te fazendo mal. São vários os exemplos que resumem a mesa coisa: você só muda se você se permite mudar (aceita a situação) e se você quiser realmente mudar (internalizar conscientemente o novo).

E então, o que você vai recomeçar de verdade em 2017?

Mariana, a sensível

Sobre Mariana, a sensível

Sou apaixonada por tudo que se move ou move algo dentro de mim. O diferente me fascina e o improvável me desafia a querer me superar em todos os sentidos. De modo geral, acredito nos ensinamentos do mestre Mahatma Gandhi: de modo suave, você pode sacudir o mundo.

Ver tudo

Comente este post!

O seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados (*)

Comentário *