COLETIVO

Mas que tempos difíceis estes não?!
Discussões… intolerâncias…
Obviamente desde a infância,
procuramos levar até à última instância,
as razões pelas quais as circunstâncias,
nos levaram à tamanha inconstância.
Mas hoje adultos nos cabe a esperança
de um dia ver a abastança
de amar apenas não só semelhanças.

 

O povo não pensa.
Somente os indivíduos pensam.
Mas o povo detesta os indivíduos
que se recusam a ser assimilados

à coletividade”.

 
Ana, a atrevida

Sobre Ana, a atrevida

Atrevo-me a me inspirar, atrevo-me a mergulhar profundamente em letras, espaços e pontos, símbolos conducentes, ícones de sentimentos (...) me atrevendo me formei em artes visuais, me atrevendo me dedico a profissão de editora de imagens já por quase vinte anos, me atrevendo pinto, bordo, costuro. Me atrevendo me casei. Me atrevendo viajei o mundo, me atrevendo escrevo às sextas e você me lê. Atrevida!

Ver tudo

Comente este post!

O seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados (*)

Comentário *