Coisas de menina

Quem nunca ouviu esta afirmação: estamos fazendo coisas de meninas ou, coisas de meninos? Observando meu sobrinho brincar com os coleguinhas percebi que, essa frase tão antiga é utilizada até os dias de hoje. E pude confirmar quando perguntei a ele do que brincava e prontamente ele respondeu: – Estou brincando de coisas de meninos e as meninas, de coisas de meninas tia!

Essa resposta me levou imediatamente ao passado, quando, junto com minhas amigas e irmãos também dividíamos nossos grupos por gênero. De um lado era o  grupo da Luluzinha, e do outro, o do Bolinha. O engraçado é que, voltando para os dias atuais, com tantas tecnologias, games, brinquedos modernos e tantos outros atrativos, é perceptível essa mesma seleção natural nas crianças de hoje, mudando apenas os personagens que estão mais modernos. No fundo a essência é a mesma: os meninos continuam a jogar futebol, bolinha de gude, soltar pião. São práticos, gostam de usar bermuda, chinelos, tênis, chuteira e geralmente possuem uma vaidade mínima:  tomam banho e no máximo passam um gel no cabelo. E as meninas? brincando de casinha, boneca, amarelinha e por aí vai. Continuam vaidosas, adoram usar batom, perfume, maquiagem, sapatos, roupas, brincos….

E aí todos nós crescemos e viramos adultos. Homens e mulheres compromissados e esquecemos tudo certo?  Nem tanto. Continuar fazendo algumas coisas de menina, por exemplo, é algo que até hoje me faz muito bem. Redescobri isso quando há alguns anos tive uma conversa com uma amiga, também mineira. Nessa época eu estava muito triste, magoada, chorando pelos cantos e com o coração totalmente partido. Foi quando ela olhou para mim e disse: – amiga você precisa urgente fazer ‘coisas de menina’.

Corremos para o salão de beleza. Dessa vez de verdade. Fiz as unhas, sobrancelhas, cortei cabelo… resumindo: dei uma verdadeira repaginada no visual e o resultado foi incrível. Saí de lá me sentindo linda e poderosa e logo as feridas do coração cicatrizaram.Continuei a tocar a vida, desta vez, com a autoestima bem mais elevada!

Outra ‘coisa de menina’ que adoro fazer é reunir as amigas para conversar, comprar lingeries, falar sobre homens, sexo, roupas, sapatos livros e até produzir uma das amigas para encontrar com o gato e torcer muito. Tudo isso é bom demais!

Por isso, manter dentro da gente a alegria e a disposição, tal quando éramos meras garotinhas, é muito importante para revigorar o espírito. É sermos grandes sem deixar morrer o prazer de continuar a fazer ‘coisas de menina’.

Um lindo final de semana para todos!

Luciana Roco

Sobre Luciana Roco

Mineira,amiga, filha, sobrinha, neta, tia e advogada. Uma mulher que sempre busca novas experiências, dentre elas, escrever sobre o universo feminino.

Ver tudo

Comente este post!

O seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados (*)

Comentário *