Clamor ecológico

“Minha alma de sonhar anda perdida”, já dizia uma poetisa portuguesa que gosto muito chamada Florbella Espanca (uma mulher que por sinal foi pra lá de intensa). Esse é um verso que representa vários sentimentos, principalmente aqueles relacionados as desilusões amorosas, correto? Eu diria que também. Hoje, minha reflexão segue a partir de outra desilusão: a do descaso da humanidade com o nosso planeta! Será que ainda resta alguma esperança para superarmos os tantos dramas ambientais que atualmente vivemos?

Como minha musa inspiradora, converto agora meus sentimentos em formato de poesia, mas, dentro de outro gênero: o da literatura de cordel!

Em que tempo nós estamos?
Me explique, por favor
Onde está aquele céu
Sempre azul de esplendor?
Árvores, água em abundância
E o canto do beija-flor?

No mar só vemos manchas Clamor ecológico 2
E os peixes a boiar
No meio de muita lama
Com os bichos ‘a agonizar’
Como pudemos permitir
Tal desastre em nosso lar?

Clamor ecológico 3É mosquito que transmite
Doença e confusão
Como praga se espalha
Causando muita aflição
Cadê as autoridades 
Pra nos dar a proteção?

Os nossos recursos hídricos
Cada dia mais escassos
São rios, lagoas e mares
Poluídos com descaso
E o problema da seca
É visto com pouco caso

Acesso ao ar puro
Já virou uma raridade
Tem lugar que o céu é cinzaClamor ecológico 5
Respirar é dificuldade
Com neblinas de poeira
A causar enfermidade

Florestas em todo mundo
São tomadas por cidades
Que prometem o progresso
Mas não se atentam aos malesClamor ecológico 6
Causados pelo desmatamento
Já afeta nossos lares.

Os bichos pedem socorro
Muitos já estão em extinção
São repteis, aves, felinos
Na mira da agressão
De muitos que só pensamClamor ecológico 7
Na sua própria ostentação.

Diante de tantos dramas
Ainda tem o clima aquecido
Que provoca as mudanças
No planeta dolorido
Devastando multidões
Em catástrofes sem aviso

Por isso que todos nós
Precisamos estar atentos
Aos gemidos da terra mãe
A ecologia e seus tormentos Clamor ecológico 9
Pras futuras gerações
Preservarem nosso templo

É preciso união
Pra que todos possam agir
Em prol do nosso planeta
Para natureza permitir
Que os nossos filhos cresçam
Num mundo de mais sentir

Sintonia, coerência,Clamor ecológico 8
Harmonia e ação
Que diante da natureza
Tenhamos mais gratidão
Preservando o meio ambiente
Nós teremos salvação!

Daniella, a intensa

Sobre Daniella, a intensa

Para viver preciso acreditar nos sentimentos mais profundos que a alma humana pode oferecer. O infinito para mim é bastante atraente e o "meio termo" praticamente não existe. Tenho uma alma intensa, carismática, dramática. E é com toda essa intensidade que procuro dar o meu melhor como mãe, esposa, filha, irmã, amiga, jornalista, poetisa!

Ver tudo

Comente este post!

O seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados (*)

Comentário *