Conteúdo do Autor

Cordel: o estandarte do imaginário popular 1

Cordel: o estandarte do imaginário popular

Fruto da Europa, quando trovadores na Idade Média divulgavam velhas histórias nas praças, em textos memorizados e cantadas, as chamadas Folhas Soltas (cordel) se consolidaram na Península Ibérica. Narrativas de heroísmo, guerra, amor, viagens e conquistas marítimas, além de fatos do cotidiano, eram os temas preferidos do público. Trazidas para o Brasil no século XVII, […] Leia mais…

Mãe e criança, pintura de Gustav Klimt (1862-1918)

Mães celestiais (a Adriana Daltri)

Na hospedaria do céu com certeza tem um lugar muito, mas muito especial para todas as mamães que partiram da terra e deixaram suas crias ainda pequenas.. Por mais que a lei natural da vida diga que é preciso estar preparado para se despedir da nossa mãe ( na verdade nunca estamos), o que acontece […] Leia mais…

Tarde de chuva 1

Tarde de chuva

Tarde quente e úmida. Procurávamos desesperadamente um lugar para concretizar o que nossa pele exalava: o desejo selvagem de copular nossos corpos. Lugar algum parecia adequado. Decidimos caminhar. Talvez a vontade passasse. Até que a fresta da porta de uma casa abandonada surgiu na nossa frente como um convite irrecusável. Principalmente agora que a chuva […] Leia mais…

No meio do caminhos...amoras! 1

No meio do caminho…amoras!

Era uma manhã linda de céu ensolarado e brisa refrescante. As nuvens esboçavam as mais variadas figuras que sombreavam suas formas no carrinho de bebê que carregava a menina. Era difícil se concentrar no trajeto. O olhar dividia a atenção entre o céu, o desvio do carrinho das calçadas esburacadas e os pássaros que insistiam […] Leia mais…

linha do tempo daniella e euclides

V de pai

A, B, C, D… V de vô. Ou  seria de pai? A ansiedade dele permitira que apenas quatro letras antecedessem a consoante V por causa da demora em chegar na vigésima primeira letra do alfabeto. A vontade que a primeira palavrinha falada por ela fosse ‘vô’, era mais forte que a paciência de esperar a […] Leia mais…

imagem: gurl.com

Agosto, mês do desgosto?

Que desgosto que nada! Deixar de mi mi mi e agradecer a dádiva de viver ora com as alegrias, ora com os sofrimentos e dificuldades que nos cercam é o melhor que temos a fazer. Acredito que a junção de tudo isso é o que de fato torna o mês, seja ele qual for, grandioso. […] Leia mais…

Ao infinito e além 1

Ao infinito e além: transformar é preciso

O céu é o limite certo? Para sonhos pequenos talvez, mas, para outros tipos de sonhos, nem tanto! Perceber que uma boa energia nunca deve ficar parada, por pior que sejam as adversidades da vida é algo fantástico e especial pois é justamente aí que o sentimento da conquista se faz presente. Então, já pensou ultrapassar […] Leia mais…

Minha mais "Bella" forma de recomeçar 2

Minha mais “Bella” forma de recomeçar

A palavra recomeçar para mim soa como uma avalanche de sentimentos. Nestes 31 anos de vida, passei por muitos recomeços, mas com certeza um dos que mais me tocou até hoje foi o pós-aborto espontâneo que sofri em março de 2014. Um momento que só quem passa por ele, sabe tamanha a dor que se sente, […] Leia mais…

Luz em meio à crise 1

Luz em meio à crise mundial

Em tempos de tantas notícias tristes, sofridas, decepcionantes e por vezes tão cruéis, acreditar na essência da palavra humanidade parece ser uma missão cada vez mais difícil. Certa vez uma amiga comentou comigo algo muito interessante: ela disse que a luz é muito necessária em nossas vidas. É ela que faz a gente enxergar o […] Leia mais…

Saudade 1

Saudade

Quando a saudade grita dentro de nós o que nos resta fazer? Quando de um amigo ou parente distante, recorrer a uma boa chamada de vídeo costuma funcionar. Mesmo com uma tela impedindo o contato físico, o brilho nos olhos de ambas as partes ao se verem, funcionam como fio condutor de um abraço mais […] Leia mais…

Encontrar alguém 1

Encontrar alguém

Encontrar uma pessoa na qual possamos nos entregar sem pudor, mentiras e desconfianças em um mundo onde estados de espíritos são tão passageiros, para alguns pode ser uma missão um tanto árdua, para outros, nem tanto. Hoje já é possível pagar alguém para te ensinar a flertar, chegar junto, beijar e até fazer amor. A […] Leia mais…

Uma noite 1

Uma noite

Numa noite de lua Bem cheia aflora Querer de um corpo Em chama explodir. De fora um ser Sussurra baixinho – Eu quero garota beijar-te aqui! Num breve momento Minha boca te toca Intenso fica o instante agora. O sol ao nascer no mar avistar O sonho acabou Num breve espaço de estar. Leia mais…

Viver o inesperado

Viver o inesperado

Desde muito cedo a gente tem mania de planejar a vida. Claro que planejamento é importante, mas algumas coisas só tem graça mesmo quando pega a gente de jeito, não é verdade? É como um beijo inesperado dado por aquela pessoa que mal percebíamos, mas que depois dos lábios dela terem tocado os seus, algo […] Leia mais…

A praça 2

A praça

Mais uma tarde de primavera. Junto à filhota, carrego a alegria de novamente poder levá-la à querida pracinha. Em meio aos banquinhos, árvores, grama, terra e aquele ‘tiquinho de gente’ saltitante a correr desembestada rumo ao parquinho. Antes da chegada, algumas distrações. – Olha lá o cachorrinho! – Ca, ca ,ca … – O passarinho! […] Leia mais…

Cheiro de infância 1

Cheiro de infância

Escola Artística Cultural Leonardo Da Vinci – Escola Artística Cultural Leonardo Da Vinci – Escola Artística Cultural Leonardo Da Vinci… – Ai tia, eu não aguento mais. – Nada de “mais”. Ainda faltam escrever mais 47 vezes. A ponta do meu lápis estava quase chegando ao fim de tanta força que colocava nele na hora […] Leia mais…

Primaveras da vida 1

Primaveras da vida

Era uma jovem alegre e sonhadora a caminhar por largas ruas de um caminho que parecia não ter fim. Numa delas, havia tantas flores no trajeto que a vista não mais sabia onde começara e terminara todo aquele florido. Era uma flor mais bonita que a outra! Não à toa, aquele lugar era batizado de […] Leia mais…

Marcas da vida (aos nossos idosos) 1

Marcas da vida (aos nossos idosos)

Um dos idosos que mais amei na vida, o meu vô querido, não está mais aqui em vida, mas permanece comigo, inspirando-me. A ele e a minha vozinha querida, que graças a Deus permanece conosco, dedico este meu novo poema e também a todos os idosos do nosso Brasil, verdadeiros guerreiros e que merecem todo […] Leia mais…

Francisca de Oliveira: "Vou aonde a vida me chamar" 1

Francisca de Oliveira: “Vou aonde a vida me chamar”

Uma mulher de muitas vivências, sendo uma delas realizar partos. Manauara, Francisca de Oliveira tem 53 anos e sua missão vai muito além de trazer crianças à vida. Ainda na infância , quando tinha 2 anos de idade, Francisca sofreu um acidente grave que deixou seu corpo da cabeça até a cintura queimado em carne viva. Por […] Leia mais…

Maluco beleza do cangaço brasileiro 2

Emído Santana, o maluco beleza do cangaço brasileiro

Emídio Santana é uma daquelas figuras que dificilmente achamos por aí. Um verdadeiro maluco beleza do cangaço brasileiro. Nascido na mesma região do famoso Lampião, na Vila do Pajeú, atual cidade de Serra Talhada, em Pernambuco, Emídio carrega com ele a honra de dividir com o mais famoso ícone do nordeste brasileiro a mesma igreja […] Leia mais…

Em que espelho está minha face? 1

Em que espelho está minha face?

Na infância em mainha No carinho adquirido Na comida bem gostosa Nas palavras aprendidas Nas lições estabelecidas Com aconchego e proteção. Na adolescência em amores Nos autores da vida andante Nos filósofos de quimera Nesta vida de esperas, Ansiedades, fatos vis. Em tudo muito aprendi: Viver e valorizar As lições postas na vida Muitas com […] Leia mais…

Luar da Ilusão 1

Luar da Ilusão

Quem nunca se apaixonou? Olhou nos olhos, Redescobriu sentimentos, Mesmo aqueles de pretéritos IMPERFEITOS? Numa bela lua cheia Até reencontrarmos tais paixões Mas… Nada como o sol do realismo; As estrelas da verdade; O céu do lirismo; Não mais o luar da ilusão. Leia mais…

A hora do mamaço: um direito de todas nós 2

Hora do mamaço: um direito de todas nós

Um amor líquido, capaz de nutrir todas as necessidades físicas e emocionais de pequenos seres humanos que desabrocham para a vida. Assim pode ser definido o ato de amamentar, algo tão natural quanto beber água, correto? Para algumas mulheres, nem tanto. Mas independente de motivos, este é um direito que todas temos. Por isso, subtrair, […] Leia mais…

1 2 3