Almas Envelhecidas

Na semana passada me encontrei com uma antiga conhecida, fizemos alguns trabalhos voluntários, juntas quando nossos filhos eram pequenos.  Já fazia vários anos que eu não a via. Ela era uma mulher bonita e elegante, mas me parecer tão envelhecida, mas não era só a aparência dela que estava envelhecida, mas ela estava sem planos, sem esperanças.

 

Então pensei que existe um tipo de envelhecimento que vem da alma. Quando a alma envelhece, o corpo morre aos poucos. Morre por falta de sonhos, por falta de planos e projetos, por falta de alegria de viver.

Há algum tempo atrás, eu conversava com uma pessoa conhecida e falava dos meus planos, meus projetos e idéias. Então ela me disse que eu fazia planos como se tivesse vinte anos . Isso me chocou, eu nunca havia pensado em minha idade antes. Faço planos e continuarei fazendo até meu último dia aqui neste mundo, porque adoro desafios, adoro estudar, aprender habilidades novas e isso mantém minha alma jovem e cheia de energia.

Muitas pessoas perdem o encanto pela vida e aí suas almas começam a envelhecer e isso independe da idade temporal. Existem jovens que já são anciãos. E existem anciões com as almas jovens, eles são ativos, cheios de energia, produtivos, como Oscar Niemeyer, Cora Coralina e tantos outros jovens de alma.

O tempo passa para todos e todas, mas o que fazemos com o nosso tempo ou como o vivemos o tempo que nos foi dado, depende de nós. Depende do nosso jeito de ver a vida e como nós a vivemos.

Num mundo tão bonito, cheio de tecnologias, novas descobertas,  tão dinâmico e com tantas possibilidades, é um pecado não se jogar de cabeça na vida, não se arriscar e deixar que a alma envelheça.

Acir, a viajante

Sobre Acir, a viajante

Faço do mundo a minha morada, conhecendo lugares nunca vistos. Conheço a mim mesma me vendo em outros rostos, em outras culturas. O meu encontro e encanto com outros mundos é o encontro e encanto com uma parte adormecida e inexplorada em mim, que anseia pelo desconhecido.

Ver tudo

Comente este post!

O seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados (*)

Comentário *