A arte de ser pai

Tenho um amigo estrangeiro que vive no Brasil e tem os filhos no seu país de origem, seu coração está divido entre dois mundos. Ele não pode estar com os filhos todos os dias, mas se faz presente quando fala com eles diariamente.

Recentemente ele voltou para seu país para comemorar o aniversário de sua filhinha. A garotinha não cabia em si de tanta alegria. O tempo que passa com os filhos é sagrado para ele. Ele os acompanha em tudo que fazem em uma atmosfera de amor e carinho.

Uma vez uma conhecida me disse que o ex-marido diz sempre que vem pegar a filha e ela arruma a menina que fica horas esperando o pai e ele não vem. Isso parte o coração dela e da filha.

Uma colega de trabalho me contou que depois da separação, o ex-marido constituiu outra família e simplesmente esqueceu que os três filhos existem e que os garotos estão sofrendo muito com isso.

Tenho uma vizinha que o marido a abandonou com os três filhos pequenos e nunca mais quis ver os filhos. Ela os criou sozinha e hoje estão formados e são pessoas adoráveis. Recentemente, o ex-marido que está doente, a procurou porque deseja rever os filhos. Ela lhe perguntou de que filhos estava falando se ele nem os reconheceria se os visse na rua.

Fiquei pensando o que é ser pai. O que sente um homem quando pega no colo o seu filho pela primeira vez? O que ele sente quando o seu filho segura sua mão? Quando o chama de pai pela primeira vez? O que diferença existe entre um homem que assume seu papel de pai e outro que o renega?

Para mim, a diferença está na hombridade, na nobreza de caráter de um homem que sabe que ser pai é mais que fazer um filho. Um homem que sabe que ser pai é amar, cuidar, educar, proteger.   Um homem que sabe que ser pai é uma arte.

Acir, a viajante

Sobre Acir, a viajante

Faço do mundo a minha morada, conhecendo lugares nunca vistos. Conheço a mim mesma me vendo em outros rostos, em outras culturas. O meu encontro e encanto com outros mundos é o encontro e encanto com uma parte adormecida e inexplorada em mim, que anseia pelo desconhecido.

Ver tudo

Comente este post!

O seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados (*)

Comentário *